Pular para a Navegação Principal

Encontre o Discurso do Rei Benjamim na Conferência Geral e Torne-o Pessoal

Elder Herland
Elder Tom-Atle Herland, Noruega Setenta de Área

A Conferência Geral é um momento maravilhoso para receber renovação espiritual, ser fortalecido na fé em Jesus Cristo, e sentir paz. Quando o Rei Benjamim, no livro de Mórmon, convidou o seu povo para uma espécie de Conferência Geral junto ao templo, proferiu um dos mais poderosos sermões contidos nas Escrituras. A ênfase que, claramente, deu a Jesus Cristo e ao Sacrifício Expiatório é uma grande bênção para todos nós, mesmo nos nossos dias. Na revista Ensign de janeiro de 1992, podemos ler o “Manual do Discipulado do Rei Benjamim” pelo Elder Neal A. Maxwell do Quórum dos Doze Apóstolos. Na sua mensagem, o Elder Maxwell enfatiza o quão importante é que sejamos praticantes da palavra.

A Conferência Geral dá-nos a oportunidade de encontrar os nossos discursos do Rei Benjamim. Estes discursos que falam tão fortemente ao nosso coração, à nossa alma e aos nossos espíritos, são como maná vindo do Céu.

Sendo que todos somos diferentes uns dos outros, um dado discurso poderá ter mais impacto nuns de que noutros. As circunstâncias da vida diferem de pessoa para pessoa, bem como os níveis de compreensão no Evangelho e a perspetiva do que se passa à nossa volta, mas em cada Conferência Geral, há pelo menos um discurso que fala à nossa alma e ao nosso coração. Isso dá-nos a oportunidade de não sermos só ouvintes, nas também praticantes da palavra (Tiago 1:22, João 13:17, Mateus 7: 21-25). Podemos, como nos diz o Elder Maxwell, ser discípulos de Jesus Cristo. Esta é talvez uma das coisas mais importantes a fazer após uma Conferência Geral, a de permitirmos que estes discursos, que tanto nos dão, sejam um impulso para o nosso crescimento e mudança de vida. Para além disso, tais discursos fortalecer-nos-ão e permitirão que sintamos paz na nossa vida pessoal e neste mundo atribulado. Podemos sentir que Deus e Jesus nos amam verdadeiramente, apesar das nossas fraquezas e desafios.

O Presidente Eyring proferiu um poderoso discurso na última Conferência Geral, em abril de 2017. Para mim, o discurso intitulado “Deixo-vos a minha paz”, é um discurso do Rei Benjamim. Do mesmo modo, também o são os discursos do Presidente Uchtdorf, “O Perfeito Amor Lança fora o Temor” e o discurso do Elder Renlund “Nosso Bom Pastor”. Por outro lado, quando o Presidente Nelson falou tão pessoalmente sobre Cristo no seu discurso “Invocando o Poder de Jesus Cristo na Nossa Vida”, foi uma grande bênção para mim. Senti como se estivesse sentado junto ao templo a ouvir o rei Benjamim.

Se reservarmos algum tempo para ouvir ou ler mais destes discursos, talvez nos surpreendamos e descubramos que alguns são como tesouros escondidos que passaram despercebidos, até que os voltámos a ler.

O Presidente Nelson menciona Marcos 5: 22-43. Trata-se de uma das mais bonitas narrativas das escrituras de que tenha conhecimento. Jesus conhece Jairo, um governante de uma sinagoga que cai aos seus pés e Lhe pede que cure a sua filha, que está a morrer. Esta descrição é maravilhosa por si só, mas no caminho até à casa onde se encontra a filha de Jairo, Jesus exclama ao percorrer as ruas por entre a multidão: “Quem tocou nas minhas roupas?” Os discípulos ficam intrigados e explicam-lhe que isso é normal quando se caminha entre uma multidão, mas Jesus sentiu que algum poder havia saído dele quando uma mulher Lhe tocou nas vestes. A mulher que se encontrava doente já há 12 anos e havia gasto todo o seu dinheiro para ficar boa, continuava doente. E Cristo curou-a. O seu encontro está soberbamente retratado. Em lds.org e, no link dos Vídeos da Bíblia encontrarão um vídeo de 1 minuto e 40 segundos que retrata esse maravilhoso encontro entre Cristo e esta mulher.

Na próxima Conferência Geral, encontrem o vosso discurso personalizado do Rei Benjamin. A Conferência Geral é realizada perto do templo. Sejam simultaneamente ouvintes e praticantes da palavra e então sentirão, tal como aquela mulher, que a palavra de Cristo emana poder e que esse poder pode curá-los e fortalecê-los. Confortá-los e guiá-los. Como um discurso do Rei Benjamim.