Mensagem da Liderança da Área

    As Oportunidades São Infinitas

    Elder Alessandro Dini Ciacci, Itália
    Elder Alessandro Dini Ciacci, Itália Setenta de Área

    Quando as pessoas me perguntaram por que é que decidi servir uma missão de tempo integral depois de me filiar à Igreja, respondi que encontrara um tesouro e que queria partilhá-lo com os outros. A alegria que o evangelho restaurado de Jesus Cristo traz à minha vida, é a razão pela qual não hesito em partilhar o Evangelho com os outros e em convidá-los a ir à Igreja comigo.

    O Elder Dieter F. Uchtdorf do Quórum dos Doze Apóstolos, disse: “Onde quer que estejam nesta terra, há muitas oportunidades para partilhar as boas novas do evangelho de Jesus Cristo com as pessoas que conhecemos, com quem estudamos, vivemos ou trabalhamos e sociabilizamos”.[1]

    Recentemente, quando a minha esposa, Sara, foi designada para fazer um discurso na reunião sacramental, informei algumas das suas amigas e sugeri que a Sara iria apreciar se viessem assistir e apoiá-la. Uma das suas amigas compareceu com o marido e os dois filhos. Um simples convite tornou possível que uma amizade fosse fortalecida e que pessoas de quem gostamos viessem à Igreja connosco.

    De uma maneira geral, as pessoas interessam-se genuinamente pelas nossas crenças e gostam de saber mais. O Elder Quentin L. Cook, do Quórum dos Doze Apóstolos, disse: “O novo horário das reuniões dominicais representa uma oportunidade excecional para os membros convidarem, amorosamente e com sucesso, amigos e colegas a vir, a ver e a sentir, a experiência do que é a Igreja.”[2]

    Ao longo dos anos, temos convidado muitos amigos e parentes a juntar-se a nós para assistir à Reunião Sacramental da Primária, ao batismo dos nossos filhos, às reuniões onde cantávamos números musicais especiais, onde fazíamos discursos, quando tínhamos serões especiais ou quando éramos visitados por Autoridades Gerais, e convidámos também muitos para a Noite Familiar em nossa casa, ou para jantar connosco e com os missionários.

    As oportunidades são infinitas. Podemos convidar aqueles que não assistem às reuniões da Igreja há algum tempo ou algum familiar não-membro para estar connosco quando recebemos um novo chamado e, talvez até, quando somos designados. Podemos convidar os nossos amigos não-membros para se juntarem a nós na reunião sacramental ou na Escola Dominical. Podemos convidá-los quando dermos uma aula, ou quando formos partilhar o nosso testemunho na reunião sacramental. Podemos até mesmo convidar os nossos amigos para se juntarem a nós num projeto de serviço patrocinado pela Igreja, ou para ministrar connosco num hospital ou lar de idosos. Podemos convidá-los para almoçar na nossa casa depois da Igreja.

    Seja qual for o convite, provavelmente será aceite, se orarmos por aqueles a quem convidamos, se buscarmos inspiração para saber qual o tipo de convite a fazer, se jejuarmos por eles e se agirmos em conformidade. Contudo, na maioria dos casos, convidar não é suficiente; podemos ter de fazer planos para e com aqueles que convidámos. Talvez eles queiram saber o que vai acontecer ou precisem de uma boleia.

    Às vezes, quem precisa de ajuda para frequentar a Igreja, são aqueles que sempre frequentaram a Igreja connosco. Isto pode significar ajudar um membro da família a preparar o pequeno almoço, ou a passar a ferro a sua camisa ou o seu vestido, para o ajudar a poupar tempo e a chegar a horas. Pode significar também, evitar comentários negativos sobre as reuniões ou sobre as pessoas, para que aqueles a quem estamos a tentar ajudar se concentrem nos aspetos positivos e encontrem alegria ao frequentar a Igreja.

    Devemos convidar todos, mesmo aqueles que achamos que não virão. Ao fazê-lo, podemos encontrar coragem para convidar, na promessa do Elder Quentin L. Cook: “Se demonstrarmos amor, bondade e humildade, muitos aceitarão o nosso convite. Aqueles que escolherem não aceitar o nosso convite, continuarão a ser nossos amigos”.[3]

     


    [1] Dieter F. Uchtdorf, “Trabalho Missionário: Partilhar O Que Está No Vosso Coração”, Conferência Geral, Abril de 2019, https://www.lds.org/general-conference?lang=ept

    [2] Quentin L. Cook, “Grande Amor Pelos Filhos do Nosso Pai”, Conferência Geral, Abril de 2019, https://www.lds.org/general-conference?lang=ept

    [3] Quentin L. Cook, “Grande Amor Pelos Filhos do Nosso Pai”, Conferência Geral, Abril de 2019, https://www.lds.org/general-conference?lang=ept