Pular para a Navegação Principal

Saneamento para as Escolas Rurais de Santo Antão, Cabo Verde

Saneamento para as Escolas Rurais de Santo Antão, Cabo Verde

Santo Antão é a ilha mais distante a noroeste de Cabo Verde. As crianças das áreas remotas da ilha costumam viajar quase uma hora, pelos trilhos rochosos das montanhosas, até chegar à escola, e outra hora de regresso a casa. Algumas dessas escolas não têm instalações sanitárias nem eletricidade. As doenças propagam-se facilmente, e os surtos de salmonelas e outras doenças diarreicas são bastante comuns.

Quando o Elder Bryan e a irmã Becky Gerritsen, missionários humanitários, souberam da falta de sanitas e lavatórios nessas escolas, sentiram que as condições poderiam melhorar. Depois de consultar Gilles François, Diretor de Bem-Estar da Área da Europa da Igreja, eles visitaram 7 escolas em áreas remotas, para discutir a possibilidade de um projeto para equipar essas mesmas instalações. Eles relataram: “Os pais que tinham vindo à escola e que nos ouviam pelas janelas, aplaudiam e choravam comovidos. Os professores e administradores ficaram extremamente agradecidos, até mesmo pela esperança e pela ideia de que isto [poderia] alguma vez acontecer”.

Projeto de saneamento: Gilles Francois, Elder Bryan Gerritsen & Elton Sequiera, professor

Uma das pessoas que inspirou o projeto foi Elton Sequeira, professor numa dessas pequenas escolas. O irmão Sequeira é um ex-missionário e membro do bispado da sua ala. Ele está tão empenhado em ajudar as crianças da periferia que, todos os domingos à noite, deixa a sua família e percorre a longa distância que o separa de uma pequena aldeia onde passa o resto da semana a dar aulas.

O Elder e a Irmã Gerritsen facilitaram o projeto em parceria com o Ministério da Educação e os administradores do distrito escolar local. Os empreiteiros instalaram duas sanitas e um lavatório em 4 das escolas, e uma sanita e um lavatório nos outros 3. Todas as escolas já tinham água e os sistemas de fossa séptica foram instalados conforme necessário.

Três escolas a noroeste de Santo Antão são especialmente difíceis de alcançar; e, como não têm eletricidade, não puderam ser usadas ferramentas elétricas para escavar a rocha vulcânica e fazer outros trabalhos. Os empreiteiros transportavam suprimentos ao longo de grandes distâncias e usaram burros para transportar sanitas, cimento e um gerador, bem como outras ferramentas e materiais pelos íngremes caminhos de terra.

Um burro carrega suprimentos em Santo Antão

Segundo os Gerritsens, as novas casas de banho têm belos azulejos e acessórios e excelentes acabamentos. Quando ficaram prontas, os professores ensinaram os alunos sobre hábitos de higiene adequados - tais como, lavar bem as mãos depois de usar a casa de banho e antes de comer, ajudar a cozinhar e como escovar os dentes. Os diretores das escolas também se comprometeram a garantir a limpeza diária das casas de banho.

O Elder e a Irmã Gerritsen disseram: “Mas que maravilhosa aquisição para estas comunidades e escolas! A melhoria das condições de higiene e de saneamento, o aumento da privacidade e da dignidade, e a alegria de integrar um mundo mais moderno foi um grande evento para estas crianças, professores e administradores. Todos ficaram extremamente gratos à Igreja e à LDS Charities.”